terça-feira, 18 de novembro de 2008

Tem dias

Não é fácil estar sempre ligado. Há momentos em que fica só aquela vontade de fazer logout, meter férias, limpar a cabeça, deixar tudo em suspenso e procurar refúgio numa qualquer fantasia traçada por nós a régua e esquadro, sem um único cabelo fora do lugar. Como naqueles dias em que começamos a adormecer no comboio e, de repente, aquela gente que nos rodeia, a sucessão de estações, os balanços das curvas não são mais que uma quente escuridão onde não há sons nem peso, onde o quotidiano não tem espaço para entrar.

Às vezes preciso de fugir, deixar o mundo lá fora sem mim e não me partilhar com mais ninguém. Alhear-me, abstrair-me. Como fiz ao escrever este post.

PS – Amanhã é outro dia. Login over and over again. “Estamos a trabalhar bem”. Plural?

quinta-feira, 13 de novembro de 2008

Mensagens Soltas (1)

“Actualiza o blog, oh fdp! =p”