quinta-feira, 31 de maio de 2007

Suposições negociais


Suponhamos que um de vocês tem uma necessidade. Suponhamos que essa necessidade passa por um bom processador. Um Intel Core Duo T2300, a 1.66GHz, suponhamos. Suponhamos, ainda, que, a acompanhar esse processador, é preciso 1GB de memória, um disco de 80GB e um gravador de DVD de dupla camada. Supõe-se, como é natural, que todo este aparato será inútil sem uma boa bateria que o sustente - três horas e meia serão suficientes? Mas agora, suponho eu, umas quatro portas USB 2.0 fariam algum jeito, para ligar pens, impressoras, ratos, joysticks, máquinas fotográficas, iPods e tudo mais que possa ser útil. Suponho que ouvir música através de uns bons auscultadores pode ser frequente, pelo que há também uma saída audio analógica/digital e uma entrada de microfone para devaneios momentâneos que possam inspirar um karaoke caseiro. Rede sem fios - e com fios -, modem, porta de infra-vermelhos e leitor de cartões SD, MMC e MemoryStick estão presentes, como seria de supor. A coroar tudo isto, um belo monitor de 15 polegadas com câmara de 1.3 Megapixels embutida logo acima; e se, por mera suposição ou miopia, este não for suficiente, existe uma porta para ligação de um monitor adicional e uma outra para ligação a TV. Supõe-se ainda, pois claro, que este potente ASUS A3FC de 2006 (bem tratado e muito estimado) precisará de um meio de transporte - uma bela mochila Delsey, de desenho clássico, cor preta, providenciará a protecção ideal para as viagens desta requintada peça de engenharia electrónica. Não seria de supor que uma placa PCMCIA de sintonização de TV estivesse incluída, mas a verdade é que está, tal como um rato óptico ASUS, na cor do computador.
Para verdadeiros amantes de tecnologia que necessitem de uma excelente máquina de trabalho, supõe-se que o preço de 700 euros não será exagerado, dadas as caracteríticas e qualidade do produto em causa. Suponho, também, que os interessados gostarão de saber que podem enviar cartas de amor ou simples manifestações de interesse para nrows1@gmail.com.

segunda-feira, 28 de maio de 2007

Mapa #2



Analisando as visitas mais recentes aqui à barraca - apesar de practicamente um mês de jejum de posts -, gostava de dizer o seguinte:

- Muito e muito obrigado ao senhor (ou senhora) do Kuwait que fez o favor de vir de tão longe para passar por cá. O meu humilde blog está à sua disposição. Como sinal da minha gratidão, ofereço-me para limpar o seu quintal de toda essa coisa preta e pegajosa que o (a) vem incomodando. Ligue-me para marcarmos dia e hora.

- Obrigado também ao visitante do México. Não sei quem é nem que mal fez a Deus para aqui vir parar. Mas, olha!, já que veio: entonces, coño, que tal está Kikin?

- Ao ilustre finlandês: volta sempre, pá! Traz umas bandas, da próxima vez, que eu gosto da vossa música. E diz ao Pai Natal que eu me porto sempre bem, essas merdas que ele ouve dizer são só vozes na cabeça dele. Se não se embebedar tantas vezes, elas desaparecem.

- À menina da germânia: möchtest du lahmacun und radler? Ja? Wenn? ;) Porte-se bem!

- Aos portugueses todos: e o nosso Benfica?

P.S.: Leiam também o post de baixo, que deu trabalho a escrever, sim?

Andanças

25 anos depois, o resultado é este:



create your own visited countries map